A Bit2Me acaba de lançar o Bit2Me Crypto API, um produto que permite a outras empresas utilizar a infraestrutura e as operativas da Bit2Me para implementar serviços de “marca branca” de criptomoedas e Web3 de forma rápida, segura e com o devido cumprimento da regulamentação.

O Bit2Me Crypto API foi concebido especialmente para entidades reguladas, um setor que inclui os bancos tradicionais. No entanto, este novo serviço também pode ser utilizado por outras empresas, tais como neobanks, fintechs, startups ou mesmo por governos e instituições públicas que desejem iniciar-se em operações de câmbio, compra/venda e custódia de criptomoedas.

Gabriel Ayala, diretor de produto do Bit2Me Crypto API, acredita que com este novo serviço um banco poderá oferecer a compra/venda de criptomoedas tais como Bitcoin ou Ethereum aos seus clientes sem ter de se preocupar com a complexidade da criação da infraestrutura de uma exchange. 

“O Bit2Me Crypto API irá permitir-lhes oferecer um serviço altamente solicitado de forma rápida, segura e fácil. Por exemplo, um banco poderia, da noite para o dia, oferecer serviços cripto aos seus clientes e, ao fazê-lo, abrir uma nova via de negócios que traga benefícios tanto para as suas contas como para os seus utilizadores”, afirma Ayala. 

O Bit2Me Crypto API é um novo produto no ecossistema de soluções da Bit2Me que está integrado na área de serviços para empresas (B2B). Os serviços empresariais são uma nova área de negócios iniciada pela Bit2Me em 2021 e complementa a oferta atual da exchange espanhola para particulares. 

Compra RSR na Bit2Me Wallet

João Augusto, CCO da Bit2Me, diz que a Bit2Me é uma empresa centrada no cumprimento da regulamentação. “Este tem sido o caso desde o nosso nascimento, há quase 10 anos. É por isso que estamos na Espanha e não num paraíso fiscal como os nossos concorrentes. Isto é fundamental para que a equipa de compliance de uma instituição ou de um banco aceite trabalhar connosco. Hoje a Bit2Me é o melhor aliado, já que não há outra empresa em solo europeu e latino-americano que tenha uma gama tão ampla de produtos e experiência através de mais de 300 profissionais de alto nível”.

Para Leif Ferreira, CEO da Bit2Me, “este produto foi lançado após do anúncio da Telefónica de um grande investimento na Bit2Me. Uma transação que se tornou um acontecimento único no setor da tecnologia blockchain, já que é a primeira vez na história que uma empresa multinacional de telecomunicações se torna acionista de uma exchange”. 

O Bit2Me CryptoAPI oferece múltiplos módulos para que as empresas possam adaptar o produto às suas necessidades. Em primeiro lugar, há o Data, um serviço que lhe permite visualizar o mercado das criptomoedas em tempo real, bem como o histórico de preços. Por outro lado, o serviço Trade permite às empresas que os seus clientes operem com mais de 180 criptomoedas. 

Além disso, os clientes do Bit2Me Crypto API poderão utilizar o Earn, que facilita as operações de staking e permite obter recompensas em criptomoedas. Finalmente, o Bit2Me Crypto API oferece um módulo de custódia de criptomoedas em carteiras frias. 

Para Andrei Manuel, COO e fundador da Bit2Me, “é muito importante ter uma equipa de profissionais 24 horas por dia para minimizar qualquer tipo de erro e oferecer uma série de produtos Web3 da mais alta qualidade e segurança. É por isso que lançámos o Bit2Me CryptoAPI, um serviço que irá redefinir as empresas tradicionais e criar novos casos de uso que seriam impossíveis sem a tecnologia blockchain. Acredito que novos conglomerados empresariais estão prestes a emergir graças a esta nova tecnologia.